O meu novo projecto, ser mãe!
Quinta-feira, 30 de Novembro de 2006
Os deuses são felizes
«Os deuses são felizes.
Vivem a vida calma das raìzes.
Seus desejos o Fado não oprime,
Ou, oprimindo, redime
Com a vida imortal.
Não hà
Sombras ou outros que os contristem.
E, além disto, não existem.»
Fernando Pessoa

tags:

escreveu dceres às 10:58
link do post | comenta! | favorito

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2006
Dentinhos

Apesar de já ter quase 11 meses, os dentinhos da Iara ainda não deram sinal de querer nascer.

Não é que lhe façam falta, mesmo sem eles ela já mastiga muito bem. Faz uma caras tão engraçadas a mastigar a comida.

Come muito bem pão, arroz, peixe e até fruta. Ontem não quis comer a fruta moída , depois à mesa comeu metade da minha pêra .

É muito engraçada a comer, mastiga muito bem e o que não consegue põe cá fora, não engole nada inteiro!

E tem muita força, já me deu algumas trincas e mesmo sem dentes aperta com força!

 



escreveu dceres às 11:47
link do post | comenta! | favorito

Terça-feira, 28 de Novembro de 2006
Tchau mama!

Ontem a Iara ficou na creche muito sorridente e até me disse adeus. Já não tem problema nenhum em ir ao colo da educadora, nem em ver-me virar costas, já tudo foi ultrapassado e até se despede sorridente.

Ontem foi um dia especial, porque eu estou a fazer uma cura sem carro e como chovia de manha, apanhamos boleia do papa. Assim chegamos à creche pouco passava das 8:00h .

Dei-lhe lá de mamar, ainda brinquei um bocadinho e depois despedi-me dela para ir trabalhar.

Quando estava à espera de um berreiro para despedida ela abre um grande sorriso e acena com a mão para se despedir, claro que fiquei aliviada com a boa disposição.

Hoje voltou a premiar-me com um sorriso e um tchau.

Assim fica tudo mais fácil!

 


sinto-me:
tags:

escreveu dceres às 15:04
link do post | comenta! | favorito

Boneca

Ontem à tarde a Iara não conseguiu dormir, disse-me a educadora, e a culpa foi do bebe.

Ela estava atentar adormecer o bebe, mas como o  bebe não dormiu ela também não!

O bebe é uma boneca que ela tem na creche.

Um dia destes, quando lá cheguei, ela estava imitar a educadora que dava de comer à Ritinha, dando de comer à sua bebe. Parece que ontem tentou adormece-la.

O mais engraçado é que em casa nunca a tinha visto pegar em bonecas, só lá tenho uma, é uma boneca de trapos, mas não a costumava dar, porque ela agarrava no cabelo de lã e ficava com as mãos cheias de fibras.

Ontem dei-lha para ver a reacção e lá se pôs ela muito amorosa a tentar adormecê a boneca .

É mesmo menininha!


sinto-me:

escreveu dceres às 14:50
link do post | comenta! | favorito

Domingo, 26 de Novembro de 2006
MÁRIO CESARINY (1923 - 2006)

Faz-me o favor...

Faz-me o favor de não dizer absolutamente nada! 
Supor o que dirá
Tua boca velada
É ouvir-te já.
É ouvir-te melhor 
Do que o dirias.
O que és nao vem à flor
Das caras e dos dias.
Tu és melhor -- muito melhor! 
Do que tu. Não digas nada. Sê
Alma do corpo nu
Que do espelho se vê.

tags:

escreveu dceres às 15:04
link do post | comenta! | favorito

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2006
Distancia

Hoje batemos o recorde de distancia entre nós!

Eu e a Iara estivemos separadas por mais de 300Km !

Eu fui a Lisboa fechar uma etapa da minha vida!

... que novas etapas abrirei eu?!

 


sinto-me:
tags:

escreveu dceres às 23:15
link do post | comenta! | favorito

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006
A única forma de derrotar uma sereia ao cantar é cantar melhor do que a sereia

 

Ulisses enfrentado as sereias em óleo sobre tela de Herbert James Draper

Ulisses enfrentado as sereias em óleo sobre tela de Herbert James Draper
 

 

Iara antes de ser sereia era uma índia guerreira, a melhor de sua tribo. Seus irmãos ficaram com inveja de Iara pois ela só recebia elogios de seu pai que era pajé, e um dia eles resolveram tentar matá-la. De noite quando Iara estava dormindo seus irmãos entraram em sua cabana só que como Iara tinha a audição aguçada os ouviu e teve que matá-los para se defender, e com medo de seu pai fugiu. Seu pai propôs uma busca implacável por Iara. E conseguiram pegá-la, como punição Iara foi jogada bem no encontro do rio Negro e Solimões, os peixes a trouxeram a superfície e de noite a lua cheia a transformou em uma linda sereia, de longos cabelos negros e olhos castanhos E ela viveu em seu rio cantando com sua linda voz.

 
Ampliar

tags:

escreveu dceres às 15:54
link do post | comenta! | o que disseram (2) | favorito

A IARA

ou Mãe-D'água - figura mitológica difundida entre os indígenas e caboclos após o século XVII, de aculturação provavelmente européia e tendo suas raízes nas sereias. Loira e muito bonita, a mãe-d'água atrai os pescadores, ou quem quer que se aproxime de rio ou  praia `a noite, e leva o pretendente a afogar-se em busca de diversão. Em algumas comunidades é reputada como protetora das águas e pescas. Sendo meio peixe e meio mulher, apresenta-se a pentear os cabelos, a cantar ou mesmo conversando com algum passante. Encantado e quase que sob efeito hipnótico, o pretenso parceiro mergulha nas profundezas da água, onde sufoca e morre.1

A Iara é uma bonita moça que vive na água, contam os índios. Dizem que é tão linda, que ninguém resiste ao seu encanto. Costuma cantar com uma voz tão doce, que atrai as pessoas.  Quando se percebe, já é tarde. Ela arrasta a vítima para o fundo das águas. Os índios têm tanto medo da Iara, que, ao entardecer, evitam ficar perto dos lagos e dos rios. Receiam ser atraídos por ela.

Volta ao Topo

 

1. Sociedade e Cultural - Enciclopédia Compacta Brasil - Larousse Cultural - Nova Cultural - 1995


tags:

escreveu dceres às 15:40
link do post | comenta! | favorito

Terça-feira, 21 de Novembro de 2006
Sem problema

Hoje depois de chegarmos da creche, vejo a Iara a gatinhar de rabo no ar, sem pousar os joelhos, só com as mãos e os pés apoiados.

Achei piada, pensei que estava numa nova fase do gatinhar.

Mas estava enganada, o problema era o vestido!

O vestido é aberto atrás, por isso quando ela se põe de gatas fica-lhe de baixo dos joelhos e prende-lhe os movimentos.

Ela resolveu o problema rapidamente, levanta os joelhos!

E lá vai ela de rabo no ar.



escreveu dceres às 20:11
link do post | comenta! | favorito

Hora da papa

Acabei de dar a sopa à Iara e ainda estou limpa, sem sopa na cara, nem na cabeça. Bom um pouco de maça na camisola, mas nada de significativo!

Como é que consegui? Bem primeiro abandonei a cadeira, na cozinha em cima do lava loiça ou no armário tem muito mais coisas para explorar e enquanto isso, lá se vai comendo.

Vale tudo, hoje foram tabuleiros, frascos de especiarias, garrafas de água e os frascos de xarope dela. Mas já tenho usado a esponja, o esfregão e até o frasco de detergente da loiça.

Desde que funcione vale tudo. Assim tenho conseguido faze-la comer mais, sem transformar a hora da refeição numa batalha.

Não gostava de entrar nessa guerra da comida, eu sempre comi muito pouco, por isso a minha mãe e a minha avó desesperaram-se para me dar de comer. Eu lembro-me que detestava a hora da refeição, por isso comia menos ainda.

Não queria com a Iara cair nesse ciclo!

 

 


sinto-me:
tags:

escreveu dceres às 19:28
link do post | comenta! | favorito

Quem Sou
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Aconteceu

Invitation to connect on ...

Parabéns

Guerra de almofadas

Parabens Papá

Ausência

Neve

Soninho descansado

Sal

Sono

Regressão

Passado

Junho 2013

Abril 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Junho 2006

tags

aguias carecas(1)

ambiente(1)

angustia(10)

animais(4)

aniversario(1)

arte(5)

artesanato(13)

artistas(1)

bata(3)

bibes(4)

carnaval(1)

ciencia(1)

comer(6)

conquistas(44)

creche(3)

desafios(3)

doente(1)

eduard estivill(2)

educação(9)

escola(1)

eu(24)

f(1)

falar(1)

feltro(4)

feltros(2)

festas(21)

flores(2)

fotos(5)

frases(1)

grillo(1)

kefir(1)

lingua portuguesa(1)

livros(1)

luz negra(1)

medo(2)

momentos(32)

mulher(26)

natal(2)

nome(4)

palavras(1)

papa(1)

pintura(1)

piscina(1)

poesia(2)

porto(2)

portugal(1)

projectos(1)

reino das aguias carecas(2)

sal(1)

saude(5)

sono(3)

teatro(1)

vestido(4)

vicios(1)

vila do conde(1)

todas as tags

O que visito
pesquisar
 
participar

participe neste blog