O meu novo projecto, ser mãe!

Terça-feira, 14 de Outubro de 2008
Sal

 

Sempre que me lembro que gostei de comer sal. Sim Sal, não gosto de coisas salgadas, mas gostava de sentir uma pepita de sal a derreter-me na boca. Gosto estranho, sim eu sei, mas gostava.

Só consegui  abandonar este estranho vicio quando fiquei grávida, achei que podia ser prejudicial. 

Depois da Iara nascer nunca mais tive essa necessidade.

Qual não foi o meu espanto quando apanho a Iara à procura da pepita de sal que cai da salada.

Não é que a pequena faz exactamente o mesmo que eu, quando vai aos supermercados, não passa sem roubar uma pedrinha de sal dos bacalhaus, na salada anda à procura da ultima pedrinha por derreter, e no outro dia não pode evitar que roubasse o sal que vinha nas sardinhas assadas, e ainda não chega ao saleiro.

Será possível que estas coisas passem nos genes? ou será alguma carência física que ela herdou? 


tags: ,

escreveu dceres às 03:28
link do post | comenta! | o que disseram (2) | favorito

Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008
Anti-bacterianos

De manha, costumo ouvir na radio o "Minuto verde", acho um programa muito interessante, pois vai-nos dando pequenas dicas para poupar energia e proteger o ambiente.

Hoje o tema foram os produtos anti-bacterianos, achei o tema do maior interesse dai este meu post .

Nas prateleiras dos supermercados somos tentados por uma panóplia cada vez mais alargada de produtos anti-bacterianos. Com bebés  casa, a por tudo o que apanham para a boca a tentação de eliminar a bicharada toda é bem grande.

No entanto este produtos são uns falsos amigos, pois a sua aplicação massiva acabam por criar baterias multirresistentes e tornar cada vez mais difícil a actuação dos fármacos .

Por outro lado, torna mais difícil o tratamento dos afluentes domésticos, pois as centrais de tratamento usam baterias para o tratamento destes resíduos, ora se os resíduos estão impregnados de anti-bacterianos este tratamento torna-se ineficaz.

Estas razões, creio serem mais que suficientes para nos dissuadir de utilizar este tipo de produtos, alem do que não contribuem em nada para a saúde dos nossos bebés, pois retiram-lhes a possibilidade de criar os seus próprios mecanismos de defesa.

Por isso pensamos duas vezes antes de compra produtos Anti-bacterianos.



escreveu dceres às 08:52
link do post | comenta! | o que disseram (1) | favorito

Terça-feira, 24 de Julho de 2007
Manchinhas

Ontem, quando mudei a primeira fralda à Iara , reparei que ela tinha um vermelhão na coxa , mas achei que tinha sido um mosquito que lhe ferrou.

De tarde , já tinha mais manchas pelo corpo, fiquei um pouco assustada.

Pensei que pudesse ser a varicela, houve há pouco crianças do infantário que tiveram, mas as bolhas não correspondiam a essa patologia.

Não tinha febre , não estava mal disposta, muito pelo contrario, não tinha dores nem comichão , mas mesmo assim fiquei preocupada, porque as manchas eram grandes e algumas já tinham relevo.

Liguei para a linha saúde 24, para ver se evitava uma visita às urgências, sossegaram-me , mas com o passar do tempo pareceu-me que as manchas cresciam, e por isso agarrei na Iara e lá vamos nós para a Urgência do S. João. Felizmente estava pouco concorrida, por isso fomos logo atendidas.

A Iara portou-se muito mal, estava com muito sono, não tinha muita paciência para se deixar observar, mas com alguma calma  a médica lá foi conseguindo.

Ainda apanhei um susto, porque a primeira médica que a observou pensou que podia ser Púrpura , mas chamou uma colega que diagnosticou logo uma infecção vírica , sem grande significado.

Fiquei mais descansada, chamou-me apenas à atenção para vigiar a febre , mas hoje a Iara continua sem febre e bem disposta. O vírus provocou também pequenas feridas na garganta, seria por isso normal que lhe custasse comer, mas ela continua a comer sem problema.

Hoje desapareceram algumas manchas, apareceram outras, tal como a médica previu, por isso acho que não há motivo para alarme.

Não posso é vestir-lhe saia, porque tem manchas nas pernas que dão um bocado de mau aspecto.

Ontem tinha manchas nas bochechas, parecia uma saloia, mas hoje já passaram.

 


tags:

escreveu dceres às 13:32
link do post | comenta! | favorito

Terça-feira, 19 de Setembro de 2006
Está doentinha a Iara

Ontem a constipação levou a melhor. Deixou de ser só o nariz entupido e a tosse, apareceu um bocadinho de febre. Tivemos que ir ao médico. Ela ainda é muito pequenina para se encarregar sozinha destas maleitas.

Agora vamos ver se ela é forte para evitar o antibiótico, por enquanto ainda não toma, mas se a febre persistir vai ter que ser.

Apesar de já estar medicada passou muito mal a noite, acordava constantemente e tinha dificuldade em pegar de novo no sono. De manha, ao contrario do costume, acordou muito mal disposta, em vez do sorriso aberto com que me premeia todas as manhas, hoje acordou muito rabugenta. Com muita brincadeira a coisa lá se compôs e quando chegou ao infantário já estava tudo bem, ficou muito bem com a Dina.

Seria  melhor se pudesse ficar em casa, mas é complicado nesta altura ficar em casa, ainda à pouco começamos a trabalhar. Também não é muito tempo, o pai vai-a buscar depois de almoço.

A sociedade é muito exigente, exige que sejamos pais extremosos , trabalhadores dedicados, cidadãos cumpridores... Por isso às vezes é preciso deixar de procurar freneticamente o excelente, para podermos continuar a ser "O melhor possível ". 

 

 


sinto-me:
tags:

escreveu dceres às 12:21
link do post | comenta! | o que disseram (1) | favorito

Quinta-feira, 8 de Junho de 2006
...e não doeu nada!

Hoje fomos tomar uma vacina!

Depois de termos assistido a uma enorme birra, de um  menino já crescido,  que foi à nossa frente. Birra essa, que o fez ir embora sem que ninguém lhe conseguisse dar a vacina.

Numa altura que a Iara já começava a ficar aborrecida com a espera, lá fomos nós para o tão temido encontro com a agulha.

Toda animada e sorridente quando lhe tirei as calcitas, não gostou que lhe travássemos os movimentos das enérgicas pernitas, mas como isso durou pouco tempo, nem sequer se chegou a zangar.

Saiu do gabinete mais sorridente do que tinha entrado!

Foi pena que o miúdo que foi antes não tivesse ficado para ver a facilidade com que a bebé toma uma vacina!

Claro que não posso deixar de dar os parabéns à enfermeira que soube administrar a vacina desta forma tão eficaz e indolor!

 


sinto-me:
tags:

escreveu dceres às 23:32
link do post | comenta! | favorito

Quem Sou
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Aconteceu

Sal

Anti-bacterianos

Manchinhas

Está doentinha a Iara

...e não doeu nada!

Passado

Junho 2013

Abril 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Junho 2006

tags

aguias carecas(1)

ambiente(1)

angustia(10)

animais(4)

aniversario(1)

arte(5)

artesanato(13)

artistas(1)

bata(3)

bibes(4)

carnaval(1)

ciencia(1)

comer(6)

conquistas(44)

creche(3)

desafios(3)

doente(1)

eduard estivill(2)

educação(9)

escola(1)

eu(24)

f(1)

falar(1)

feltro(4)

feltros(2)

festas(21)

flores(2)

fotos(5)

frases(1)

grillo(1)

kefir(1)

lingua portuguesa(1)

livros(1)

luz negra(1)

medo(2)

momentos(32)

mulher(26)

natal(2)

nome(4)

palavras(1)

papa(1)

pintura(1)

piscina(1)

poesia(2)

porto(2)

portugal(1)

projectos(1)

reino das aguias carecas(2)

sal(1)

saude(5)

sono(3)

teatro(1)

vestido(4)

vicios(1)

vila do conde(1)

todas as tags

O que visito
pesquisar
 
contador
Web Site Counter
participar

participe neste blog